terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Agulhas de Itu!

Continuando nossa conversa de ontem, gostaria de mostrar a vocês como é possível fazer projetos rápidos e muito bonitos utilizando agulhas grandes.

Elas variam de 15 mm a 27 mm e os projetos que mais utilizam essa numeração, são as mantas e tapetes.

Infelizmente, ( e essa será uma crítica que farei muito neste blog) no Brasil só achei até 20 mm e com dificuldade. Essas numerações são difíceis de serem encontradas e as agulhas não são atraentes.

Eu importei a minha, da Extreme Knitting, que é feita de madeira polida. Ela é ótima, mas precisa de muito cuidado, pois basta uma simples queda para afundar o material.

Uma dúvida que pode surgir: e o fio?

De novo, aqui no Brasil não há fio, pois o mercado das agulhas grandes é extremamente escasso, mas da mesma forma, lá fora, as opções são muito poucas e caras. 

Por quê?!

A resposta é bem simples: quando tricotamos com vários fios juntos, o resultado do trabalho é muito bom, e dependendo da tensão usada, sequer conseguimos notar que há vários fios sendo tricotados ao mesmo tempo. Da mesma forma, podemos brincar com diversos fios diferentes, variando as cores, as texturas, ou até mesmo os dois ao mesmo tempo.

Eu recomendo um pouco de paciência, no início, para se acostumar a esse tipo de tricô, pois todos os movimentos exigem mais da gente, nos fazem parecer desengonçadas! Porém, não se preocupem - como eu sempre digo, nós nos acostumamos a qualquer coisa, basta um pouquinho de prática!

Pessoalmente, eu acho o tricô feito com agulhas grandes uma ótima opção para se tricotar peças rápidas e elegantes.

Deixo para vocês, algumas peças como idéia. Como vocês podem ver, a técnica é simples, basta apenas saber o tricô e a meia. O charme está, basicamente, no tamanho do ponto.

A imaginação é o limite!







2 comentários:

Bia Py disse...

É verdade, é muito dificil encontrar agulhas grossa aqui na regiao, nem na Argentina onde o pessoal tambem tricota muito eu nao achei.

Abraços desde Asunción, Paraguay.

Paula Carvalho disse...

informação interessante. aqui em portugal nem sei. mas não me lembro ver maior de 6mm. vou procurar!